Entrevista com o Escritor Thiago Assoni

Ola amores, conheci o Thi no 1° Encontro Literário do Blog e ja fiquei fã, ainda não tive o prazer de ler o livro dele, mas já li contos que ele publica no blog, amei o A Mulher que Roubava Marido aproveito aqui pra falar que quero muito ler Crazy Mary kkkkk 
No dia 08/11/2015 o Thiago estará participando do nosso 2° Encontro Literário la na Livraria Martins Fontes na Av. Paulista 509 das !5:00 as !9:00 horas( próximo a estação brigadeiro do metro )




Sagitariano e de fogo, Thiago Assoni é admirador de ocultismo e tem fascínio pelos vampiros (mas os de verdade, ele gosta de frisar). Natural de São Paulo, Thiago tem apenas um livro publicado, por enquanto, que é o CRAZY MARY - Editora Aped). Participa das coletâneas: Sonhos & Pesadelos (Editora APED), Sinistro! Vol.3 (Editora Anthology) e Enquanto a Noite Durar (Editora Aped e Floreios e Borrões). Ajudou, ainda, na organização do e-book "Relendo as Lendas" (Editora APED) e também na organização de "Contos Eróticos Vol 2" (Editora Aped) que tem lançamento previsto para Julho/Agosto. 

1- O que você acha de blogueiros fanáticos por livros? 
Thiago: Eu acho o maior barato! Leitura é indispensável, então quem trabalha com isso se torna lindo! Uma pena que tão desvalorizado (somos). Mas eu acho bacana, ajuda muito no trabalho do escritor e também ajuda, na maioria das vezes, na decisão do leitor. 

2-Lendo um romance, vendo um filme, uma novela, gostaria de mudar o final? Citar exemplos? Thiago: Olha, sinceramente, eu até gostaria (e na maioria das vezes eu mudaria os finais das novelas da Globo). Mas, creio que o autor tem a sua idéia, então preciso respeitar isso. Seja no filme, ou no livro... Novela é um pouco mais complicado, pois precisa agradar a moral e bons costumes da família Brasileira, aí já viu, né? (risos) 

3-Quando começou a escrever, já fazia planos de serguir carreira? 
Thiago: Sim e não. Eu meio que ficava me imaginando no Jô Soares, ou na Gabi, coisas assim. Mas, de verdade, escrever é algo que eu gosto, não uma profissão. Não quero "carreira". Eu simplesmente escrevo. O que vai rolar depois disso, é consequência. 

4- Além de escrever, o que mais faz? 
Thiago: Trabalho e estudo para entrar na faculdade de História em breve. Já era pra estar estudando, mas fui preguiçoso e sem vergonha. Mas gosto muito de ler, busco sempre assunstos relacionados ao que quero seguir carreira, um dia me tornar Diretor de algum Museo... Sei lá... 

5-Música de fundo é indispensável? 
Thiago: E vai perguntar isso logo pra mim, que escreveu um livro que tem nome de uma música? (risos maléficos do Doutor Abobrinha do saudoso Castelo Rá-Tim-Bum) Eu AMO música! No caso do CRAZY MARY, além de Pearl Jam feat Victória Willians, escutei muito grunge. A música dá clima à cena. Gosto de ter uns instrumentais salvos na play-list do celular. É sempre muito bom, parece que organiza as coisas na minha mente, corre aquele clipe, sabe? Pra mim, música é indispensável! 

6- É notívago ou só cria à luz do dia? 
Thiago: Não tenho disso. Quando desce o "Chico Xavier" eu tenho que obedecer e escrever. O CRAZY MARY, por exemplo, eu escrevia durante o horário de trabalho. Na época eu era auditor de vendas e vivia com um caderno para um lado e para o outro. Enquanto não tinha auditoria, estava eu lá escrevendo... Mas confesso que é durante a madrugada que o bicho pega de verdade. 

7- O mais difícil: a primeira ou a última frase? 
Thiago: Thiago: Olha, meio complicado... No Crazy Mary eu já comecei pelo meio e a coisa veio muito pronta na minha mente. Tem os contos que sempre são difíceis de começar, mas depois que começa vai embora... Acho que escolho a primeira como a mais dificil. 

8-O seu primeiro leitor: você, seu gato, um parente, amigo, editor? Ou convoca a gangue inteira para uma avant-premiére? 
Thiago: Comecei lá nos tempos de escola. A primeira leitora fiel foi a Jaqueline Reis em tempos onde eu pegava aquele caderno que o Governo dava, ou era a prefeitura? Enfim... Eu escrevia à mão, de lápis. Ela lia, riscava os erros, eu apagava e corrigia. Depois veio a Natasha Bispo e essas duas são mais do que importantes para mim, opinião valiosa dessas duas! Normalmente, são elas que lêm primeiro. 

9- Quais eram seus passatempos que te levaram a querer contar histórias? 
Thiago: Nossa! Quando criança, eu tinha coleção daqueles "hominhos". Tinha de tudo! Power-Ranger, Cavaleiros do Zodíaco, Batman e por aí vai. Eu criava cenários com cortina, mesa, cadeira, giz no chão do quintal, tapete... E aí foi indo e indo, até um dia que uma professora pediu pra criar uma história de alguma notícia real. lembro de assistir uma matéria sobre um vulcão adormecido que, se entrasse em erupção, engoliria o norte/nordeste do Brasil. E nasceu meu primeiro conto de um lado de uma folha de caderno. 

10-De onde vêm os seus personagens? são inspirados em pessoas reais ou em fatos? 
Thiago: A mistura de cada um desses elementos. É fácil encontrar uma Mary por aí, assim como o Eddie ou o JR. Mas não me inspirei em ninguém, exatamente, para criá-los. Já no próximo livro tem mais disso, me teletransportei para os tempos de escola e meio que mesclei tudo o que conseguia lembrar do povo que estudei... 

11- Qual de suas obras/personagens é seu favorito? Porque? O que ele significa para você? Thiago: Eu poderia dizer que é o Bernardo (o Bê do futuro "Ás de Copas/Somos quem podemos ser"), mas a Janie é incrível! E será ela a próxima. O livro tem o nome dela, JANIE. Ela é complexa, tem segredos... Mas quer mostrar algo que talvez não seja, ou talvez seja... Sabe ser delicada e bem cavala ao mesmo tempo... Ela é um pouco de mim e de meus amigos nos tempos de escola, ela é incrível! 

12- Alguns fato sobre você? 
Thiago: Sobre mim? Vixi (risos) Sou guloso e isso tem duplo sentido - e um deles é proibido para menores de 18 anos. Eu como a pelinha da unha - e isso é nojento, não façam isso. E, como podem ver, sou uma pessoa muito, mas muito séria! (o pior é que sou mesmo... Quando quero!) (risos) 

13- Curiosidades sobre seus livros? 
Thiago: Vou falar sobre o CRAZY MARY, que é o que tenho publicado: Eu não sabia o final dele até o último momento em que o escrevi. Eu estava escrevendo e não sabia qual rumo daria. Isso é meio doido, os personagens me contaram o final... E eu usei a Salvia para conseguir descrever as sensações que a Mary tem no livro. É uma prima distante da maconha e tem uns efeitos bem doidos... Mas, crianças, não façam isso em casa, ok? E nem em lugar nenhum. Ai, ai, ai. 

14- Você já tem algum livro novo em mente para ser publicado? 
Thiago: Vários! JANIE, como já entreguei; o "Ás de Copas" que, conforme o resultado, vem seguido de uma série LGBT intitulada "Somos quem podemos ser" - digo que é LGBT, mas envolve várias questões sociais além de gays. Fora os que tenho escrito desde os tempos da escola. Leio, releio, arrumo... Já tenho a maioria digitada no PC, mas não sei se elas podem vir a se tornar livros um dia... Quem sabe, né? Tem cadernos datados de 2003, gente, tem noção? É muita coisa, pelo menos uns cinco cadernos com algum conteúdo... O futuro está por vir. Veremos.



Crazy Mary - Descaradamente inspirados em obras de Joe Hill e Stephen King (filho e pai) e livremente inspirado na música que dá nome ao livro (originalmente cantada por Victória Williams, regravada e mais conhecida na voz de Eddie Veder do Pearl Jam), Crazy Mary mergulha na mente doentia de uma pessoa capaz de matar só para tirar um problema do caminho. Mas, quem seria essa pessoa? Todos podem ter um bom motivo para matar. Ou não. Tudo acontece numa pequena cidade Serrana, envolto em um clima meio morto, onde é possível encontrar um mercadinho bem aconchegante e uma lanchonete que serve panquecas americanas. Ruas cheias de árvores e caminhos de terra dentre a mata, cheio de suspense e com um “Q” de grunge, um rio calmo que corta a cidade, lá nos fundos da Serra. E é nesse clima que se desenrola o primeiro romance de terror psicológico do jovem paulista Thiago Assoni.








Contatos: 

Blog:




10 Comentários

  1. Futuro estudante de História? Já te desejo paciência, amigo Thiago. Kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehe...
      Estou ciente do efeito colateral, sem problemas.
      Obrigado pela visita ^^

      Excluir
  2. Adorei!! Sucesso, sempre!! Bjs

    ResponderExcluir
  3. parabéns Thiago vc merece muiiito... e quando chegar mais livros por favor quero o meu com dedicatória <3 crazy mary ...ótimo escritor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opá, assim que chegar aviso sim. Valeu pela visita.

      Excluir
  4. Li e super recomendo o livro Crazy Mary, afinal sou fã da banda liderada pelo Vedder então logo fui conhecer a "Maria" do Thiago e gostei bastante.E espero que venham mais livros e assim mais personagens inquietos do escritor Assoni

    Parabéns ao Escritor e ao Blog

    http://rob-umarosaazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Thiago,
    Parabéns pela Entrevista!
    Sucesso!

    ResponderExcluir

Ola divirta-se fica a vontade sua opinião é muito importante para nossa equipe
bjks até a proxima. *-*

Topo