Hey baes, como vocês estão?
Então, hoje eu trago uma conversa muito especial com vocês, que tive ontem com um autor  da panelinha amigo do blog. O F.P. Trotta, remember? Intergaláctica?
Acontece que além de um excelente escritor cof cof o puxa, ele é um SCIENCE NERD QUE TOMA CAFÉ COM GOTAS DE CONSPIRAÇÃO E PÓ DE ESTRELA. E a partir de amanhã, segunda-feira, 18/12/16, ele terá um canal no Youtube com tudo isso!
To be honest, também tenho minhas teorias.
Tomemos um café.

Amém, Lorelai Gilmore
Então, para celebrar o lançamento do canal, o moço respondeu umas questõezinhas para nós! 

1. Sabemos que você é apaixonado por ciência, e principalmente pelos assuntos da astronomia. O que fez você se interessar por isso?
Gosto de ciências desde muito pequeno, e os temas de astronomia sempre foram os que mais me fascinaram. Após Intergaláctica, eles sempre estão comigo de alguma forma. Então, como se relaciona com o livro, são dois coelhos com uma cajadada só! ;)
2. E o que mais motivou você a fazer um canal voltado à ciência?
Um dos principais motivos foi que existe muito pouco canal de astronomia em português no YouTube, pelo menos no que vi. Transferindo coisas complexas pra uma linguagem simples, então, não vi nenhum. Hora de preencher o buraco!

3. Você considera importante esse contato maior com seu público?
Com certeza, é muito importante! Espero que, além de ser um meio de ficar mais próximo dos meus leitores, seja um ótimo jeito de bifurcar a entrada das pessoas no mundo de Intergaláctica.
4. Você acha que mídias audiovisuais possuem mais alcance que outras mídias? E como isso influenciaria no público do seu livro?
Acho que sim. Creio que ver eu debatendo sobre temas pode aumentar o interesse de quem não conhece o livro,  sendo interessante para o público que já conhece, e, também, atraindo novas pessoas para esse universo.

E é isso, pessoal. Espero todos vocês amanhã no canal dele, hein!
[tim tim]



Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso.
Strike é um veterano de guerra, ferido física e psicologicamente, e sua vida está em desordem. O caso lhe garante uma sobrevida financeira, mas tem um custo pessoal: quanto mais ele mergulha no mundo complexo da jovem modelo, mais sombrias ficam as coisas e mais perto do perigo ele chega.

O livro de J. K. Rowling (assinando como Robert Galbraith) é o primeiro de uma série protagonizada por seu detetive Cormoran Strike, e gira em torno de uma investigação criminal. O que vale ressaltar aqui é que o público-alvo deste romance difere daquele a qual são destinados tanto Harry Potter e Morte Súbita. O Chamado do Cuco é uma ficção policial, que não pretende agradar aos fãs fiéis de Rowling, simplesmente por não ter sido pensado (e publicado) como um livro da mesma, que adotara o pseudônimo de Robert Galbraith.
Entretanto, o livro é tão bom quanto os predecessores da autora. Aqui estão presentes suas marcais de maior destaque, como a magnífica construção de personagens, o enredo surpreendente e o humor negro e sarcástico que perdura sua obra. 
A narrativa é fluida e prende o leitor com uma facilidade única de J. K. mãe de todos nós. A Londres explorada é uma cidade glamourosa, entretanto ambígua. Não só de Mayfair se vive o inglês. mas quem liga? Queria estar lá.  E ela faz isso muito bem com o elemento "fama". Até onde Lula realmente vivia a vida imaginada pelos tabloides, e por eles imposta?
De pano de fundo, temos um excelente drama familiar que nunca pesa para lado algum. Não há inocentes, e não há culpados. Há a situação. E a vítima da vez.
Cormoran nos direciona a várias conclusões sobre o misterioso suicídio, mas nos surpreende no final com uma genialidade de poucos. Parece que temos um xeroque rolmes por aqui.
Por falar em Cormoran...

Precisamos conversar sobre Cormoran Strike e Robin Ellacott.

[Aplausos em pé]
[Senta porque está cansado]
[Continua aplaudindo]
Sem dúvida, o melhor do livro são seus personagens. Cormoran e Robin formam uma dupla tão dinâmica quando os próprios Holmes e Watson. É incrível a forma com que sua relação se desenvolve ao longo da trama, de uma situação desconfortável a momentos de pura alegria clandestina. Uma amizade firmada de forma vagarosa e bela. E com doses altíssimas de vergonha alheia.
A construção dos personagens na trama em geral merece um enorme destaque. São palpáveis, com diversas facetas, esféricos, humanos. Mérito de Rowling, novamente.






Da Autora Patrícia Rossi

Da Editora Charme

De 2016

Com 367 páginas


Vou começar essa resenha dizendo que ESSE LIVRO É QUENTE! Hahahaha

A história se passa principalmente em New York, onde uma moça da alta sociedade se encanta por um motoqueiro tatuado, por ai já da para saber que vai ter confusão na certa ne...

Mas antes de entrar em maiores detalhes sobre a historia, vou falar de uma coisa que me encantou muito no livro: Músicas, durante a historia tem vários trechos onde os personagens escutam musica ou cantam e ler esses trechos escutando as musicas deixou a experiência muito mais completa.

Feeling Good – George Michael
While You’re Out Looking For Sugar – Joss Stone
In My Vains – Andrew Belle
Waiting For a Girl Like You – Foreigner 
Closer – Nine Inch Nails
Runin – Adam Lambert
Blow Me – Pink
I Belong To You – Lenny Kravitz
Marry You – Bruno Mars

Agora, vamos a historia!

O nome da moça de classe alta é Quinn Armentrouth ela tem 20 e poucos anos, é dona de uma loja conceituada de antiguidades, esta morando sozinha a pouco tempo e terminou um noivado de anos a apenas poucos meses.

O nome do motoqueiro tatuado é Zane Hudson, também tem 20 e poucos anos, ele trabalha em uma oficina mecânica, toca em uma banda de rock, mora sozinho e ainda esta se recuperando o ultimo relacionamento que teve.

"Então, uma risada ao fundo chamou sua atenção. Era máscula, crua e arrogante. E foi quando ela o viu. A primeira coisa que notou foi que ele era muito alto, algo em torno de quase dois metros. E era largo tambem, além de moreno ou bronzeado de sol, não podia dizer. Vestia uma camiseta branca com um decote em V, que, apesar de solta, não escondia o peitoral poderoso e os braços extremamente bem definidos. O jeans claro moldava as coxas fortes. Uma tatuagem surgia de seu braço esquerdo, sob a camiseta, num emaranhado negro. ela não entendia de tatuagens e nunca se interessou por els, mas aquela parecia ter sido feita especialmente para ele."

Por um acaso do destino os dois acabam se conhecendo em uma noite inusitada da vida de Quinn, ela vai para um bar totalmente fora dos locais que costuma frequentar e na hora de ir embora, Zane acaba salvando-a de ser assaltada ou coisa pior.

Eles não trocam contados nem nada do tipo, mas ambos ficam com a sensação de que deveria ter investido mais.

Por questões relacionadas ao trabalho, Quinn acaba indo parar justamente na oficina em que Zane trabalha e ai fica evidente que ambos sentiram uma forte atração pelo outro. 

Como eu disse logo no começo, essa é uma historia hot, então tem sim muitos trechos de sexo, no caso sexo selvagem –risos- e avassalador. A relação entre os personagens principais é muito forte e eles meio que dependem da presença um do outro, como se não pudessem estar próximos sem se tocar. Só por essa descrição básica da para ter uma noção de como essas partes a história ne?! Aaaah e um pequeno detalhe, o grandão (apelido que a Quinn deu para Zane) tem um Apadravya , não sabe o que é? Ficou curioso(a)? Clica AQUI.

Voltando a historia... Enquanto o casal esta lá de boa curtindo os bons momentos da vida, a ex-namorada de Zane, Camille Fairfild resolve dar as caras e começa a importunar Quinn e Zane. Em decorrência disso, ele se vê obrigado a contar para sua bonequinha (apelido que ele deu a Quinn) sobre seu passado conturbado, sombrio e cheio de vícios que teve ao lado de Camille.

"Continuava a se sentir idiota por estar preocupada com ele, se sentindo traída. Cada foto daquela mulher era como uma facada enfiada em seu peito. Como em flashes, revivia cada detalhe daquelas malditas fotos, as palavras da outra ecoando em sua mente."

Além de Camille, o casal precisa aturar o inconveniente ex-noivo de Quinn, Ashton que parece não ser capaz de entender o fim do noivado.

"Avistou Ashton ao longe e sua expressão pareceu incrédula ao vê-la com Zane. Ela percebeu também um certo burburinho e olhares em direção a eles. Ms ela pouco ligava."

Também preciso falar de mais alguns personagens importantes na historia... Gwen e Julia, melhores amigas de Quinn e Jake, melhor amigo de Zane. 

"- E brindemos às melhores amigas deste mundo. - Quinn as serviu e de novo levantou seu copo. - As minhas."

No geral a história é interessante, com momentos de tensão, drama, romance e tudo o que uma boa história deve ter para encantar o leitor. Mas, definitivamente esse livro é indicado para quem curte algo mais hot, se é que me entendem...


Oiiiiii pessoal! Acabei de ver o trailer de A Cabana, então pensei em vir conversar com vocês. Esse foi um ano cheio de estreias de adaptações. Eu particularmente até gosto de ver mas sou daquelas que falam o filme todo "isso não aconteceu assim" "cadê aquela parte?" "Na minha cabeça fulano não era assim", e por aí vai, mas sei que a maioria de vocês também age assim! Hahahaha

Então passei por aqui pra saber, quais filmes adaptados vocês mais gostaram? E quais os que vocês odiaram por sair muito do livro? Conte pra gente, adoraríamos saber!

Bom a adaptação que mais gostei foi Como Eu Era Antes de Você, maaaaaas também amei Querido Jonh porque mesmo mudando o final do livro (pra ser mais vendável penso eu), goatei mto mais do final do filme!

Bjinhos




Das Autoras Lene Kaaberbol e Agnete Friis

Da Editora Arqueiro

De 2013

Com 252 páginas



        Esse livro pode ser julgado pela capa e titulo, literalmente fala de um menino de 3 anos, nu e drogado que é encontrado em uma mala velha no guarda volumes de uma estação de trem na Dinamarca.

       Sim, é uma historia de fortes emoção, assim que comecei a ler não consegui mais parar. Precisava saber o que tinha acontecido e o que aconteceria com todos os personagens. Cada capitulo do livro narra a historia do ponto de vista de um dos personagens principais, é bem interessante a visão dos fatos que cada um tem sobre a mesma situação.

Vamos aos personagens:

       O primeiro a ser apresentado é Jan, um executivo milionário que mora em uma mansão isolada na Dinamarca, ele é casado com Anne e ambos tem um relacionamento que vem se desfazendo ao longo dos anos.

"Jan deu uma ultima tragada e jogou o cigarro no chão, apagando-o com o calcanhar para não atear fogo na grama seca. Ficou ali por mais um tempo, deixando que o vento dissipasse das roupas e dos cabelos o cheiro da nicotina. Anne ainda não sabia que ele havia voltado a fumar."

    Depois conheci Sigita, funcionaria de uma empresa qualquer na Lituânia, com um salario suficiente para bancar a vida de classe media que levava com seu filho Mikas de 3 anos.

    Jucas desde pequeno foi abandonado à própria sorte, sem uma família que o amasse e se importasse com seu bem estar, ele sofreu abusos e cresceu aprendendo a se virar sozinho. O resultado foi um brutamontes que com frequência perde a calma e facilmente pode matar alguém à pancadas

"As vezes Jucas sonhava com uma família: a mãe, o pai, um casal de crianças. Quase sempre eles estavam à mesa, comendo o jantar preparado pela mãe. Moravam numa casa com jardim, onde havia macieiras e pés de amora. Todos sorriam, sinal de que eram felizes.
Ele, Jucas, se achava do lado de fora da casa, olhando para o interior. Mas sempre tinha a imressão de que sua presença ali seria percebida a qualquer instante e o pai viria à porta, abrindo um sorriso aina mais largo para dizer: 'Finalmente você chegou! Entre, entre!' "

      Mas apesar do titulo da história, a personagem principal se chama Natasha (Nina para os íntimos – risos-). Uma mulher casada e com dois filhos que durante o dia trabalha como enfermeira da Cruz Vermelha e nas horas vagas salva vidas dos imigrantes ilegais.

      Personagens devidamente apresentados, vamos a historia... Jan se vê preso a um acordo com um homem de má índole e nenhuma moral, ao que tudo indica. A situação não poderia ser pior e ele ainda teve que envolver Karin nessa situação toda por culpa do atraso na decolagem do avião. Por que as coisas não podiam ser fáceis na vida dele?

     O menininho na mala da estação de trem é o Mikas, quem o encontra lá é a Nina, após seguir instruções um tanto inusitadas de sua amiga Karin. Ao encontrar o menino, Nina se vê conectada com o extinto de salvar e proteger a criança. Em busca de alguma informação que possa ajuda-la a resolver o mistério sobre quem é o menino, ela volta ate a estação e lá se depara com um homem enorme, forte e com feições de que poderia matar alguém sem muito esforços chutando a porta do guarda volumes de onde ela havia tirado a mala com o menino a poucos minutos. Nos segundo seguintes os dois cruzam olhares e antes que Jucas possa alcança-la, Nina foge o mais rápido possível e percebe que se aquele homem colocar as mãos no garoto, algo de muito ruim ira acontecer.

"Até então, não tivera tempo para observar o menino direito. Dera-lhe no máximo 3 anos, mas agora, reparando melhor, achou que ele era, na verdade, apenas pequeno para sua idade. era bem possível que já tivesse 4. Ela acariciou o rosto dele, correu os dedos pelos lábios finos. Os cabelos eram curtos e tão claros que pareciam brancos; a pele, fina como pergaminho e quase azul sob a luz que passava pelas persianas."

      Enquanto isso, na Lituânia, Sigita acorda em um hospital, com um braço quebrado e engessado, dores de cabeça fortíssimas e sem se lembrar do que aconteceu. Logo uma enfermeira informa que ela foi encontrada em um beco, em estado de coma alcoólico. Ela havia caído de uma escada por isso estava toda machucada. As explicações da enfermeira não faziam sentido nenhum a Sigita, já que ela não bebia e não se lembrava de ter ido a nenhum beco. A ultima coisa de que se lembrava era de estar em casa com Mikas. Onde estava Mikas? Desesperada, Sigita se vê perdida em um mar de falta de memoria e maus pressentimentos .

"Meu coração não esta pesado, pensou Sigita. Está no fundo do mar, perdido na escuridão. A mesma escuridão que a invadiu de repente, fazendo com que ela se impacientasse com a vizinha intrometida, apesar de bem-intencionada."

     Já deu para ter noção de que a historia é intensa e instigante né? Então não vou falar mais nada para não dar muitos spoilers –sou boazinha haha-

     Esse foi meu primeiro livro das autoras, gostei muito! Foi uma historia bem diferente das que estou acostumada a ler, tem um toque de realidade assustador. Curti tanto que já estou com a continuação da saga da enfermeira Nina em mãos *-*

Indico esse livro para a galera que curte historias policiais com assassinatos, contrabando, chantagens e fortes emoções
   .


Topo